Quinta, 14 de novembro de 2019

Notícia

Mito ou verdade: é preciso esquentar o motor antes de sair

Luis César

Publicidade

My Nova Dental

Se o objetivo for aquecer o motor para realizar uma queima de combustível melhor, entendo que não é mais necessário esquentar o motor antes de partir, pois a injeção eletrônica administra muito bem a queima. Mas será que esse é o único problema de um motor frio?

Muito sabem que as peças do motor dilatam, ou seja, aumentam de tamanho com o calor, mas o que poucos sabem é que os diferentes materiais que compõem as peças do motor se dilatam em velocidades e proporções diferentes.

Por exemplo, os pistões feitos de liga de aluminio dilatam mais rápido do que o bloco do motor, geralmente de ferro fundido. Assim, nos primeiros minutos, os pistões exercem uma pressão maior sobre os anéis, que por sua vez pressionarão as paredes dos cilindros, gerando um desgaste maior.

Então, É VERDADE, esquentar o motor antes de sair é uma boa.

Atualmente, os motores atingem a temperatura de trabalho mais rápido. Em alguns manuais, este assunto nem faz mais parte do item “cuidados do motorista”. Isto pode ser explicado, em parte, porque os motores diminuíram de tamanho, de peso, e agora contam com novos materiais proporcionando um aquecimento mais rápido até a temperatura ideal (90º).

Outro ponto são as novas tecnologias, por exemplo dos motores TSI da Volkswagen, com 2 sistemas de arrefecimento: um controla a temperatura da parte superior do motor (cabeçote) com uma válvula termostática, e um outro controla a temperatura do bloco do motor por meio de outra válvula. Estes sistemas permitem chegar mais rápido à temperatura ideal, assim como resfriar de forma mais eficiente, quando necessário.

Minha dica é a seguinte: aguarde 2 minutos antes de colocar o carro em movimento, espere pelo menos o ponteiro da temperatura se movimentar até um quarto do seu percurso, e nada de grandes acelerações até que a temperatura chegue aos 90 graus.

Se você for bom de ouvido, poderá notar que o nível de ruído do motor vai diminuindo conforme o aquecimento. Alguns modelos, como o Honda HR-V, possuem uma indicação de motor frio, sugerindo que o motorista não afunde o pé no acelerador enquanto a luz estiver acesa.

 

Fonte

g1.globo.com / Denis Marum
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Publicidade

My Nova Dental

Publicidade

Parceiro
Ford Ranger
Parceiro
Dr Enir

Popular este mês

Publicidade

Parceiro
Nome do anunciante aqui!
Parceiro
Nome do anunciante aqui!

Veja também

Revista do Mês

Revista do Mês

Veja as 3 últimas edições da Revista Sobre Rodas

CARRO USADO TEM COMO SER MUITO BOM!

CARRO USADO TEM COMO SER MUITO BOM!

Dicas para comprar seu carro usado em excelente estado!

TOYOTA CAMRY XSE - Desempenho e  Conforto.

TOYOTA CAMRY XSE - Desempenho e Conforto.

O TOYOTA CAMRY está baseado na plataforma TNGA, a mesma do Prius e do C-HR.

ROMI-ISETTA - O primeiro carro Made in Brazil

ROMI-ISETTA - O primeiro carro Made in Brazil

FABRICADO NO BRASIL entre 1956 e 1961, a Romi-Isetta foi o primeiro automóvel nacional.

MAIS NOTÍCIAS

Publicidade

Parceiro
Nome do anunciante
Parceiro
Nome do anunciante
Parceiro
Nome do anunciante

Erro na Linha: #922 :: Undefined variable: logo
/home/sobrerodasusa/public_html/themes/news/noticia.php